Carina @ 19:39

Qua, 01/10/08

Era manhã, o sol surgia ainda que timidamente por detrás das nuvens. Ela esperava ansiosamente por ele. Os cabelos, castanhos e ondulados, escondiam-lhe a pele branca e o olhar imenso. Respirava beleza, passara horas em frente ao espelho... Cada segundo que passava, menos esperança restava. Cada pessoa que surgia, mais triste ficava. O tempo não cessava, a multidão não abrandava, e ele, ele que não aparecia ! Ela no fundo queria fugir dali, desaparecer por completo, deixar para trás tudo e todos. Mas o coração era mais forte, esse tal do amor preseguia-a para todo o lado...

Por detrás da multidão, por detrás da realidade, surgia... Sim era ele ! Era ele que surgia. Por um momento ela deixou de ouvir o que quer que fosse, paralizou. No instante a seguir ganhou coragem, saiu dali a correr com o coração a mil à hora. Deixou para trás sonhos e esperanças, meras ilusões, e seguiu em frente sem olhar para trás.

Mais tarde, com as feridas curadas, restavam-lhe as cicatrizes. Mas essas, essas iriam ficar para sempre. Mas com ou sem cicatrizes, ela nunca deixará de lutar, NUNCA ! O passado nunca a impedirá de ser feliz.

 

 

 

Pois é meus amores, às vezes temos de dar ouvidos à nossa cabecinha e não ao coração. O tal do amor é traiçoeiro... Por mais que nos custe mais tarde a "recompensa" recompensa ! xD

 

 

~




A. @ 21:07

Qua, 01/10/08

 

Obrigado pelo comentário querida!
Posso add? *

Ána Andráde • @ 21:04

Qui, 02/10/08

 

Siim , ficamos sempre con cicatrizes , mas são elas que nos tornam mais fortes . :)